Mensagem da Presidente

A tarefa de formar um cidadão é desafiadora. Sempre foi na verdade, e a cada dia sempre se revela mais audaciosa, afinal num mundo tão globalizado, de valores tão superficiais, de notícias ululantes e fugazes, precisa-se de redobrada atenção para se manter determinado e perseverante.

O que são princípios? O que ensinar? O que deve nortear a cabeça dos nossos jovens para que sigam o rumo do bem, com atenção e foco?

Dar oportunidade de escolha, fortalecer vivências, criar laços é isso que a COMBEMTU faz.

Sinto-me lisonjeada por fazer parte desta família, e a entidade nada mais é do que uma extensão da família, no sentido de forneceer o cuidado e o ensinamento no contra turno escolar, ofertando um trabalho conjunto, democrático, de troca de ideias, de junção de objetivos, pois temos a convicção de que a união traz resultados mais prósperos.

Atendemos atualmente 320 educandos em nossa rede, com o objetivo de fortalecer vínculos em atividades de desenvolvimento psicossocial, interpessoal, cultural e esportivas e temos capacidade de ampliar nossos serviços. Podemos aperfeiçoar parcerias e melhorar nossas abrangências.

Estamos cientes da incumbência e realmente comprometidos, muitas famílias dependem dos nossos esforços direta e indiretamente. Há muito que fazer e precisamos de envolvimento e entusiasmo para bem desempenhar nosso papel colaborativo junto ao Poder Público que é o nosso maior parceiro e colaborador.

Vivemos em luta constante contra a violência, numa realidade em que perdemos nossos jovens para a marginalidade. Um adolescente que se desvia, é excluir um futuro empreendedor, é afastar um fomentador de mão de obra, é decair. Não queremos nossos filhos ociosos. Trabalhamos para propiciar-lhes chances. E por certo, preferimos apostar em viver em um ambiente sadio, porque acreditamos em um futuro melhor para todos, esse, inclusivo e igualitário.

E apostamos na criança! Porque é nas mãos da criança que está a chave para a sociedade que queremos.

O mundo tem evoluído muito e rapidamente, e o jovem precisa ter acesso a muito mais informação, a muito mais estudo para se tornar competitivo. Uma criança de baixa renda, se não tiver acesso a programas de incentivo ficará a margem de um mercado altamente seletivo. Há que se investir em atividades paralelas que se proponham a aprimorar e a desenvolver intelectual e socialmente o individuo e a COMBEMTU atua neste sentido.

Infelizmente ainda é necessário bradar em defesa da cidadania e dos direitos, façamos mais por nossas crianças e por nossos adolescentes.

Há entre nós, uma diversidade de interesses, objetivos, talentos, vamos permitir que eles aflorem, cada um do seu jeito, com sua peculiaridade, é preciso respeitar as diferenças.

Capacitado pela força intelectual o homem é capaz do inimaginável, dominou a energia hidráulica, a atômica, alçou o céu, navegou sobre e sob as águas.

Pela genética, resgata o passado e se prepara para o futuro; estuda a mente e procura compreendê-la; descobre a cura de doenças.

E como não poderia deixar de ser, estabelece e cria regramentos de convivência pacífica.

Vivemos num país assolado pela violência, envergonhado pela corrupção, cheio de desigualdades, em luta contra o preconceito, inclusive o social, não podemos negar a realidade e fugir do nosso contexto, mas podemos não ser indiferentes!

Observamos uma avalanche de crimes que não devem se multiplicar, onde a nossa infância ainda é a maior vítima. Há necessidade de envolvimento com as forças atuantes seja no âmbito municipal, estadual ou federal, para transformar esta realidade buscando soluções adequadas, acionando os setores competentes, auxiliando na medida das nossas atribuições. Aqui nos cabe trabalhar em prol e paralelamente às áreas da educação e da assistência social. Sejamos nós, mola-propulsora de transformações. Sejamos multiplicadores. Não acreditamos que seja fácil, mas acreditamos que seja possível!

E como penso que passividade não seja o caminho para uma comunidade transformadora para finalizar cito Francisco Otaviano, escritor, advogado, 13º membro da Academia Brasileira de Letras, que disse com a propriedade que lhe é peculiar:

"Quem passou pela vida em brancas nuvens,
Quem em plácido repouso adormeceu,
Quem não sentiu o frio da desgraça,
Quem passou pela vida e não sofreu
Foi espectro de homem, não foi homem.
Só passou pala vida e não viveu"
CONVIDO-OS A VIVER!!!

Silvana Zardo Francisco
Gestão 2017-2020

Ajude


Facebook

 
 














COMBEMTU - Associação de Atendimento á Criança e ao Adolescente
Av. Patrício Lima, 2200 - Vila Esperança - Tubarão-SC
combemtu@hotmail.com - (48) 3628-0965
Site desenvolvido no projeto Ateliê de TI